»O Blog da Nossa Terra
Este espaço tem por objectivo estimular o convívio entre os Valdursenses. Aqui divulgaremos as actividades que envolvam os três povos da capelania: Casalinho, Foz do Pereiro e Vale D’Urso. Convidam-se todos os residentes, naturais e amigos das três aldeias a enviar os textos e fotos a publicar para o endereço "e-valedurso@sapo.pt"
Segunda-feira, 29 de Março de 2010
Os Bolos da Ti Stina da Atalaia e da irmã

Estas duas almas eram duas costureiras da Atalaia que vinham às nossas casas “costurar ao dia” tal como o sapateiro vinha “fazer sapatos ao dia” (o sapateiro da Figueira).

Recebiam a jorna, almoçavam e até, por vezes, petiscavam umas “buchas”. Eram duas criaturas baixinhas, adoráveis, que com os seus xailes pretos pela cabeça onde sobressaíam um ou dois dentes da frente uma bengala e pequena trouxa na mão vinham muito cedo para trabalhar no Vale d’ Urso. Como tinham que fazer perto de 5 quilómetros teriam que levantar-se muito cedo.

Esta história está a ser contada não pelos dotes de costura mas por outra história que me ocorreu.

Havia uma outra velhinha que com a ti Stina ia ás feiras e aos mercados vender um bolo que tinha o mesmo aspecto que um croissant mas neste caso mais espesso e naquele tempo ninguém sabia o que era um croissant. Este bolo era de pouco doce, e levava ovos, mel pouco e uma pitada de limão. A verdade é que fazíamos fila para compra-lo. Ainda hoje tenho a imagem destas senhoras vestidas de negro com xaile na cabeça sentadinhas nuns “Mochos” baixos ao lado uma da outra, a tirar os bolos de um cesto que tinham levado à cabeça. O local era na rua ao lado direito da porta de entrada da Igreja Matriz em Proença-a-Nova onde havia uma tasca que vendia sandes de atum em pão farto e com “Champorrion” (isto era café de cafeteira com vinho e açúcar) Naquele tempo nós que tínhamos dez ou doze anos bebíamos estas mistelas doces com álcool como se fosse uma limonada. Possivelmente foi por isso que a minha triste cabeça nunca foi por aí além.

A verdade é que foram bons tempos.

Autor: Sebastião Pires

Publicado por Sebastião da Mata Alves às 18:47
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
»Vale D'Urso
»Localização

Ver mapa maior
»Pesquisar neste blog
 
»O nosso vocabulário
Chamiço -> Lenha miúda; Graveto
Pramorde -> Por mor de
Ougadouro -> pau com uma cabaça na extremidade
Ougar -> regar a horta com um Ougadouro
Telhador -> Tampa de uma panela
Parriba -> para cima
Morrinha -> chuva miudinha
Ingremença -> invenção, engenhoca
»Pensamentos e Provérbios:

O comportamento é um espelho em que cada um revela a sua imagem.
Johann Goethe
»Associação Valdursense



A Associação tem por fim a promoção sócio-cultural, desportiva e recreativa dos seus associados.
»NOTÍCIAS DA ASSOCIAÇÃO
A DIRECÇÃO DA ASSOCIAÇÃO VALDURSENSE LEMBRA TODOS OS SÓCIOS QUE A FESTA EM HONRA DE NOSSA SENHORA DA GUIA SE VAI REALIZAR NOS PRÓXIMOS DIAS 2, 3 E 4 DE SETEMBRO.
»Links
»Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31
»Moderador
blogs SAPO
»Visitantes
»Arquivos

» Agosto 2017

» Dezembro 2016

» Novembro 2016

» Outubro 2016

» Setembro 2016

» Agosto 2016

» Fevereiro 2016

» Dezembro 2015

» Novembro 2015

» Outubro 2015

» Abril 2015

» Março 2015

» Outubro 2014

» Setembro 2014

» Agosto 2014

» Fevereiro 2014

» Novembro 2013

» Outubro 2013

» Setembro 2013

» Agosto 2013

» Abril 2013

» Março 2013

» Fevereiro 2013

» Janeiro 2013

» Novembro 2012

» Outubro 2012

» Junho 2012

» Abril 2012

» Março 2012

» Janeiro 2012

» Dezembro 2011

» Novembro 2011

» Outubro 2011

» Setembro 2011

» Agosto 2011

» Abril 2011

» Março 2011

» Dezembro 2010

» Novembro 2010

» Outubro 2010

» Setembro 2010

» Agosto 2010

» Junho 2010

» Abril 2010

» Março 2010

» Janeiro 2010

» Dezembro 2009

» Novembro 2009

» Outubro 2009

» Setembro 2009

» Agosto 2009

» Julho 2009

» Junho 2009

» Maio 2009

» Abril 2009

» Março 2009

» Dezembro 2008